METAIS PESADOS EM NOSSA COMIDA

Com a quarentena implementada, e o começo da queda nos delivery’s (entrega de alimentos), enxergamos a necessidade de começar a fazer a nossa própria comida, colocar a mão na massa literalmente, mesmo que isso para muitos seja um grande desafio. E é justamente por isso que venho a vocês passar algum conhecimento e compartilhar experiências que adquiri e vivi nesses 12 anos trabalhando em cozinhas profissionais pelo litoral de São Paulo.

Cozinhar, além de básico para a sobrevivência, é a melhor forma de controlar realmente o que estamos colocando dentro do nosso corpo. Com isso em mente dissertarei sobre técnicas de cozinha básicas e profissionais a cada postagem, para praticarmos em casa durante esse período de quarentena e assim, começar a resgatar hábitos antigos e principalmente: a nossa saúde!
Muitas pessoas são extremamente preocupadas com os alimentos que colocam dentro de casa, porém a maioria nem presta atenção a uma ferramenta extremamente importante no hora de cozinhar: a panela!

As panelas de alumínio, presente na maioria dos restaurantes e lares do Brasil, quando aquecida libera micro-partículas desse metal pesado que é altamente tóxico para o corpo humano e que se depositam no cérebro. Praticamente 100% dos restaurantes que cozinhei utilizam panelas de alumínio porque é mais prático, mais habitual e mais barato. Estudos científicos sérios como o do Professor Chris Exley, da Universidade de Keele no Reino Unido e também do médico brasileiro Doutor Lair Ribeiro, comprovam através de pesquisas recentes que o material desempenha um papel no declínio cognitivo do cérebro.

O fato é que o acúmulo de alumínio (e outros metais) no organismo facilita o desenvolvimento de doenças degenerativas, como os males de Alzheimer e Parkinson, além do nosso corpo se tornar mais “metalizado” e ficar mais suscetível a interações com frequências ruins, como as microondas, ondas eletromagnéticas de aparelhos de celular e wi-fi, ou da temida tecnologia 5G. Pensar em 20, 30 anos de comida feita em panelas de alumínio, todos os dias, e a quantidade desse metal pesado que o seu corpo absorveu, é realmente preocupante.

Antigamente as pessoas utilizavam panelas de ferro ou vidro, totalmente atóxicas para a saúde, mas infelizmente esse hábito se perdeu e foi substituído pela praticidade do alumínio.

Mas nem tudo está perdido! Existe sim um substituto para o alumínio: AÇO INOX! O aço inox, material totalmente atóxico quando aquecido, não libera metais pesados como o alumínio ou o teflon. Além da vantagem de ser fácil de limpar e não enferrujar.

Vale a pena investir em pelo menos uma frigideira e uma panela de aço inox para cozinhar a comida do dia a dia. Um investimento direto na sua saúde e na prevenção de várias doenças que matam milhares de pessoas no mundo todo.

Previna-se e lembre-se: A conta do hospital sempre sairá mais cara!

CHEF LUCÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *